• Quem somos

  • Kit de Finanças

  • Eventos

  • Nossa maior Dívida

  • Testemunhos

Igrejas devem tomar emprestado?

 

O uso de dívida para construir ou ampliar o alcance de uma igreja é uma prática tão comum hoje que, até mesmo desafiar esta idéia pode criar um ar de animosidade. Porém, só porque uma prática é normal não significa que é bíblica ou, que é a melhor. Deve-se salientar que a maioria das igrejas paga as dívidas de acordo com os contratos firmados.

 

Assim, a discussão não é se uma igreja pode honrar os contratos, porque ela deve; é se igrejas deveriam pedir emprestado, mesmo que possam pagar os empréstimos.  

  

 

Precedente bíblico
 

Depois de revisar as referências sobre pedir emprestado na Bíblia, várias conclusões podem ser levantadas.

 

1- Pedir emprestado sempre é apresentado como algo negativo (veja Provérbios 17:18).

2- Deus nunca fez uma promessa a qualquer um e cumpriu isto através de um empréstimo.

3- Deus prometeu ao seu povo que, se eles obedecessem aos seus mandamentos, não teriam que pedir emprestado (veja Deuteronômio 28:12).

4- Deus teve estruturas físicas de adoração construídas pelo menos três vezes na Bíblia, e nenhum crédito foi usado: “Disse o Senhor a Moisés: ‘Diga aos israelitas que me tragam uma oferta. Receba-a de todo aquele cujo coração o compelir a dar"". Êxodo 25:1-2. ""Ó Senhor, nosso Deus, toda essa riqueza que ofertamos para construir um templo em honra ao teu santo nome vem das tuas mãos, e toda ela pertence a Ti”. 1 Crônicas 29:16. Veja também 1 Reis 6 e 2 Reis 12.
 

 

 

Uma Pergunta Comum
 

"Se o dinheiro para fazer o trabalho de Deus é tomado emprestado por uma igreja e é pago em dia, qual é o dano?" Esta questão é lógica e freqüentemente colocada. Não há uma resposta única, mas uma série de respostas:

 

1. Cada líder e membro de igreja têm que procurar a Palavra de Deus com mente e coração abertos e assim determinar se Deus deseja que as igrejas sejam financiadas com dívidas. Se determinar que pedir emprestado é uma transigência à vontade de Deus, então fazê-lo é pecado. “Pensem nisto, pois: Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado”. Tiago 4:17.

 

2. Tomar emprestado nega ao povo de Deus a oportunidade para experimentar suas bênçãos com respeito a dar, e que está claramente dentro da vontade Dele (2 Coríntios 9:10). Somos ensinados em 1 João 3:22, que nós podemos pedir a Deus e receber. Certamente, isto é verdade em relação às necessidades da igreja. A experiência de ver Deus provendo através do seu povo é um testemunho para os que fazem parte da igreja e para os que estão olhando para nós.

 

3. Uma dívida da igreja restringe as habilidades dos membros em servir a Deus. Muito freqüentemente, as decisões de gastos são baseadas na necessidade para honrar os pagamentos da dívida em lugar do redirecionamento de fundos para necessidades atuais.

 

4. Freqüentemente, a habilidade para pagar a dívida é dependente da capacidade do pastor de pregar. Em muitos casos, os emprestadores requerem um contrato assinado pelo pastor assegurando que ele não deixará a igreja enquanto a dívida existir e manterá uma apólice de seguro para pagar integralmente a dívida no caso de morte dele. “Ouçam agora, vocês que dizem: "Hoje ou amanhã iremos para esta ou aquela cidade, passaremos um ano ali, faremos negócios e ganharemos dinheiro". Tiago 4:13.

 

5. Enormes somas do dinheiro dos membros são direcionadas para pagamento de juros. Este dinheiro poderia ser usado para o reino de Deus ao invés do de Satanás. Muitas denominações importantes gastam mais em pagamento de juros que em missões estrangeiras. 
 
 

 

Conclusão
 

Confio que este pequeno resumo não será visto como acusação às igrejas ou outros ministérios, porque não é. O propósito é mostrar, para igrejas e líderes de ministério, como também seus membros, que Deus pode e proverá (através do Seu povo) tudo que é necessário para fazer a vontade Dele. "Então Moisés ordenou que fosse feita esta proclamação em todo o acampamento: Nenhum homem ou mulher deverá fazer mais nada para ser oferecido ao santuário". Assim, o povo foi impedido de trazer mais, pois o que já haviam recebido era mais que suficiente para realizar toda a obra”. Êxodo 36:6-7.
 

 

Crown Financial Ministries é o maior ministério de finanças com base bíblica do mundo.  Extraído do Finanças para a Vida.